Tag Archives: golpe

A dimensão do desastre do golpe. Por Gustavo Castañon* – TIJOLAÇO | “A política, sem polêmica, é a arma das elites.”


FHC pegou o Brasil com uma dívida pública de 34% do PIB. Doou metade do patrimônio público sob a alcunha de “privatização”. Duplicou a dívida externa. Quebrou o país três vezes, precisando recorrer ao FMI. Entregou o país a Lula sem reservas e devendo 76% do PIB. Já a dívida líquida, que leva em conta os créditos (e não só os débitos) do governo e ele recebeu em 29,5%, deixou em 60,4% do PIB.

A imprensa diz que ele modernizou a economia.

O PT pegou o Brasil com a dívida pública em 76% do PIB, recapitalizou a Petrobrás a transformando na segunda maior petrolífera do mundo, não privatizou nada, “pagou” a dívida externa (sim, transformando-a em interna), e entregou, no último ano do primeiro mandato de Dilma, a dívida pública em 63% do PIB. Já o resultado mais importante sobre o endividamento do país, a dívida líquida, diminuiu a 34,9% do PIB.
http://www.tijolaco.com.br/blog/dimensao-do-desastre-do-golpe-por-gustavo-castanon/

Ipsos 2: golpe e Lava Jato destruíram o PSDB | Brasil 24/7


Embora o PSDB ainda não tenha sido formalmente atingido pela Lava Jato, a descoberta de que seus principais nomes se beneficiaram dos esquemas da Odebrecht e de outras empreiteiras destruíram a imagem de seus três principais presidenciáveis; de acordo com a pesquisa Ipsos, divulgada nesta quinta-feira, Aécio Neves, o “Mineirinho”, José Serra, o “Careca”, e Geraldo Alckmin, o “Santo”, estão entre os três políticos mais impopulares do País, com desaprovações de 74%, 70% e 67%; articulador do golpe, Aécio foi denunciado por propinas em Furnas e na Cidade Administrativa, além de caixa dois e pedido de R$ 50 milhões em Cingapura; José Serra foi acusado de receber R$ 23 milhões na Suíça e Geraldo Alckmin de receber recursos não declarados por meio do cunhado; dos tucanos, o menos pior, é João Doria, com 45% de desaprovação
http://www.brasil247.com/pt/247/poder/287734/Ipsos-2-golpe-e-Lava-Jato-destru%C3%ADram-o-PSDB.htm

Xadrez da teoria que sustenta o golpe | GGN


Peça 1 – as ideias e a conspiração

Nessa geleia geral em que se transformou o golpe, uma boa análise estratégica exige a tipificação mais detalhada do papel de cada personagem.

O poder de fato está em uma entidade chamada mercado.

É o mercado quem forneceu o fio agregador do golpe, o objetivo final, o componente ideológico capaz de criar uma agenda econômica alternativa, em torno dos quais se agruparam a mídia, o PSDB e se induziu à politização de instituições, como o STF (Supremo Tribunal Federal) e o MPF (Ministério Público Federal), montando o círculo inicial que passou a dar as cartas no governo Temer e, possivelmente, no pós-Temer.

É a parte mais eficiente do golpe, seguindo um roteiro fartamente descrito em obras como “A Teoria do Choque” de Naomi Klein. Confira, a propósito, o “Xadrez da Teoria do Choque e do Capitalismo de Desastre” ( https://goo.gl/vZYVzy).

Dado o golpe, reza a teoria (importada da Escola de Chicago), se tem seis meses para emplacar as medidas m
http://jornalggn.com.br/noticia/xadrez-da-teoria-que-sustenta-o-golpe

Começa a cair a ficha: o golpe quebrou o Brasil | Brasil 24/7


Vendido ao público como a condição necessária para a volta da confiança, o golpe parlamentar de 2016, que começou a ser construído um dia depois da vitória da presidente Dilma Rousseff em 2014, colocou o Brasil num lamaçal político e econômico para o qual ainda não se encontrou uma saída; com Michel Temer e Henrique Meirelles, o rombo fiscal explodiu, a arrecadação desabou e as vendas do comércio e da indústria foram ao fundo do poço; autodestruição brasileira já ganha até a manchete do Valor Econômico, da Globo, que foi peça central do golpe
http://www.brasil247.com/pt/247/economia/265389/Come%C3%A7a-a-cair-a-ficha-o-golpe-quebrou-o-Brasil.htm